STF decidirá até 6ª sobre inquérito no caso BNDES

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto informou que até o final da semana deverá tomar uma decisão sobre o pedido de autorização feito pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, para abrir inquérito sobre a denúncia de envolvimento do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) em esquema de desvio de dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).Ayres Britto disse que recebeu hoje documentos referentes ao pedido do procurador-geral para investigar o deputado, conhecido como Paulinho da Força Sindical. "Vou ler, ao longo da semana, e até o final da semana poderei tomar uma decisão", disse. O ministro foi sorteado ontem para ser o relator do pedido do procurador-geral e poderá também decidir se o assunto será ou não protegido por segredo de Justiça.Pereira da Silva, por ser deputado, só pode ser investigado pelo procurador com autorização do Supremo Tribunal Federal. Ayres Britto falou com jornalistas no Ministério da Previdência, onde assinou convênio com o ministro Luiz Marinho para combate a fraudes em campanhas eleitorais e no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.