STF concede liminar suspendendo depoimento de caseiro

O ministro Cezar Peluso concedeu parte da liminar ao mandado de segurança do senador Tião Viana (PT-AC), determinando a suspensão do depoimento do caseiro Francenildo Santos Costa, conhecido como Nildo, à CPI dos Bingos. Ele afirma que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci freqüentava a casa no Lago Sul, área nobre de Brasília, onde, segundo o caseiro, havia distribuição de dinheiro, como foi divulgado em reportagem publicada pelo O Estado de S. Paulo. Segundo o ministro, não há conexão entre o objeto de investigação da CPI, que é o de suspeita de irregularidades em casas de jogos e o depoimento do caseiro, sobre a participação do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, de reuniões em uma mansão alugada no Lago Sul, por integrantes da chamada república de Ribeirão Preto. Na decisão, Peluso citou um artigo da Constituição Federal, que garante a privacidade das pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.