STF arquiva processo contra ACM por escutas telefônicas

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira - por 9 votos a 2 - arquivar o inquérito no qual o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) era suspeito de envolvimento em escutas telefônicas ilegais feitas na Bahia, no ano passado. O procurador-geral da República, Claudio Fonteles, defendeu durante o julgamento a abertura de uma ação penal contra o parlamentar.Com a decisão, ACM conseguiu se livrar da acusação que lhe rendeu uma advertência do Senado. De acordo com a acusação, o senador baiano teria sido o mandante de um grampo telefônico irregular contra adversários políticos e outras pessoas da Bahia.Antes dessa acusação, o senador tinha sido obrigado a renunciar ao mandato, em 2001, acusado de ter participado da violação do sigilo do painel de votações da Casa. O senador baiano decidiu renunciar para garantir a manutenção de seus direitos políticos e poder concorrer novamente a outro mandato, o que acabou conseguindo conquistar nas urnas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.