Rosinei Coutinho/STF
Rosinei Coutinho/STF

STF aprova lista tríplice para Temer definir novo ministro do TSE

A tendência é de que presidente escolha nome de Admar Gonzaga, que encabeça elenco

Rafael Moraes Moura e Breno Pires, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2017 | 15h14

BRASÍLIA – O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou nesta quinta-feira, 23, os nomes da lista tríplice que será encaminhada ao presidente Michel Temer para a escolha do novo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TSE é formado por sete ministros titulares –três são do STF, dois integram o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e outros dois pertencem à classe dos advogados.

Os ministros substitutos do TSE Admar Gonzaga Neto e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto integram a lista tríplice. O jurista Sérgio Banhos completa a relação de nomes, que será encaminhada imediatamente a Temer.

Os nomes da lista tríplice foram escolhidos pelos ministros do STF em votação realizada na abertura da sessão plenária desta quinta-feira. O novo ministro ocupará a vaga aberta com a saída de Henrique Neves, que deixará a corte eleitoral em abril deste ano.

A tendência é de que Temer escolha o primeiro nome da lista tríplice – no caso, Admar Gonzaga Neto, que encabeça a lista por ser atualmente o primeiro ministro substituto do TSE entre os advogados.

Existe a possibilidade de o substituto de Neves participar do julgamento da ação que apura se a chapa de Dilma Rousseff-Michel Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger nas eleições de 2014. O relator da ação, ministro Herman Benjamin, decidiu na quarta-feira, 22, ouvir delatores da Odebrecht no âmbito do processo, o que pode trazer à coleta de novas informações e atrasar a conclusão da análise do caso.

Tudo o que sabemos sobre:
STFMichel TemerTSESTJOdebrecht

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.