STF apóia racionamento por 8 votos a 2

O Supremo Tribunal Federal concluiu, com vitória do governo por 8 votos a 2, o julgamento do pedido de liminar na Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) das medidas do plano de racionamento de energia elétrica no País. A ADC foi apresentada ao STF pela Advocacia Geral da União (AGU). Esse resultado significa que a mais alta instância da Justiça do País considera que as medidas do racionamento estão de acordo com as regras da Constituição. Apenas um dos 11 ministros do Supremo - Ilmar Galvão - não participou do julgamento, porque está viajando. Amanhã de manhã, o STF terá sessão extraordinária para julgar três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adins) apresentadas contra as medidas por partidos políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.