STF acolhe nova denúncia contra Valério por corrupção

O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou na sessão de hoje, por unanimidade, mais uma denúncia do procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, contra o publicitário Marcos Valério e seus ex-sócios Ramon Hollerbach Cardoso e Cristiano Mello Paz. Desta vez, a denúncia é pelo crime de corrupção ativa - infração cometida por particular contra a administração pública.Também foi aceita a denúncia contra o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, por corrupção passiva - crime praticado por funcionário público contra o governo - e por lavagem de dinheiro. Já o advogado Rogério Tolentino, que prestava serviços para Valério, não foi denunciado pelo STF pelo crime de corrupção ativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.