STF abre processo criminal contra senador Mão Santa

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu hoje um processo criminal contra o senador Francisco de Assis de Moraes Souza (PSC-PI), o Mão Santa. O Ministério Público Federal acusou o senador de envolvimento com a suposta contratação de 913 funcionários fantasmas em 1998, quando ele era candidato à reeleição para o governo do Estado. De acordo com informações divulgadas pelo STF, a contratação teria gerado uma despesa de R$ 758.317,00.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

02 de dezembro de 2010 | 19h09

Em outra decisão, os ministros do STF abriram uma ação penal contra o deputado federal Silas Câmara (PSC-AM). O parlamentar foi acusado pelo Ministério Público de desviar recursos destinados ao pagamento de salários dos funcionários de seu gabinete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.