STF abre processo contra deputada federal por São Paulo

Aline Corrêa (PP), filha do réu do mensalão e deputado cassado Pedro Corrêa, é acusada de envolvimento em sonegação fiscal e formação de quadrilha

Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 19h38

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 17, abrir um processo criminal contra a deputada federal Aline Corrêa (PP-SP). Aline é filha do ex-deputado Pedro Corrêa, cassado por suposto envolvimento no mensalão e réu no processo aberto no STF para apurar o esquema.

O Ministério Público Federal acusou Aline de envolvimento com crimes como sonegação fiscal, formação de quadrilha e falsificação de selos de cigarros por meio de supostas irregularidades empresariais.

O STF aceitou a denúncia apenas em relação ao crime de falsificação de selos. As irregularidades foram investigadas inclusive pela CPI da Pirataria. Para o relator do inquérito no STF, ministro Ricardo Lewandowski, a deputada era "uma mulher que à primeira vista estava à frente dos negócios".

Tudo o que sabemos sobre:
STFprocessomensalãoAline Corrêa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.