STF abre inquérito para investigar senador Gim Argello

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu, na terça-feira, a pedido do Ministério Público, inquérito para investigar o senador Gim Argello (PTB-DF), que assumiu o mandato depois de Joaquim Roriz (PMDB-DF), titular da vaga, ter renunciado.O processo correrá em segredo de Justiça. O MP quer investigar inícios da prática de diversos crimes pelo senador, como apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato e corrupção passiva.O ministro do STF que relatará o inquérito ainda não foi definido. Caso os indícios se confirmem, o Ministério Público pode denunciar Gim Argello e pedir a abertura de uma ação penal contra o senador. Para que a ação seja aberta, porém, é preciso ter a anuência da maioria dos 11 ministros do Supremo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.