STF abre ação contra Valério e dirigentes do Banco Rural

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu a denúncia e abriu processo por formação de quadrilha contra Marcos Valério, seus sócios e funcionários na agência de publicidade SMP&B, e também contra os dirigentes do Banco Rural, acusados de serem os braços operacional e financeiro do mensalão. A aprovação da denúncia contra Valério e os dirigentes do Banco Rural foram unânimes.Os sócios do publicitário são Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e Rogério Tolentino, enquanto os funcionários eram Simone Vasconcelos e Geiza Dias. No Banco Rural, serão processados Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Ayanna de Jesus e Vinícius Samarane.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.