Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Stepan diz que não foi notificado sobre caso Cachoeira

Investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de envolvimento ilícito com o contraventor Carlinhos Cachoeira, o deputado Stepan Nercessian (PPS-RJ) queixou-se nesta quinta, em discurso no plenário da Câmara, que até o momento não recebeu nenhuma notificação formal da Corte, da Procuradoria Geral da República ou da Polícia Federal.

RICARDO BRITO, Agência Estado

17 de maio de 2012 | 20h24

Stepan disse que faz mais de quarenta dias que seu nome apareceu em gravações da PF, como tendo pedido R$ 160 mil de empréstimo a Cachoeira. No discurso ele afirmou que pagou o contraventor quatro dias depois e que nem precisou usar o dinheiro dele, a quem considera amigo.

"Não estou aqui para fazer defesa de crime que não cometi. Meu advogado me garantiu que pedir dinheiro emprestado não é crime e pagar muito menos", disse o deputado, que pediu licença do PPS assim que seu envolvimento com o contraventor foi tornado público para se defender.

Stepan reconheceu que comprou para Cachoeira ingressos para o carnaval do Rio de Janeiro. Ele disse que é frequentar dos desfiles e ensaios carnavalescos. "Estou esperando o momento exato de apresentar à Justiça, assim que me for dado o direito, as provas e explicações que se fizerem necessárias", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CPICachoeiraStepan Nercessian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.