SP precisa de R$ 35 bi para mudar logística de transportes

O Estado de São Paulo necessita de investimentos da ordem de R$ 35 bilhões em logística de transportes por um período de 20 anos, afirmou hoje o secretário estadual deTransportes, Dario Rais Lopes, durante o Fórum de Logística e Competitividade Industrial, organizado pela Fiesp. O planoestratégico elaborado pelo governo do Estado prevê a diminuição da participação da matriz rodoviária dos atuais 93% para 65% até 2020. No mesmo período, o peso do transporte ferroviário cresceria de 5% para 32%.Ao apresentar os números, Lopes disse: "Que me desculpe o ministro (Alfredo Nascimento, dos Transportes), mas não seresolve o problema de transportes no Brasil com US$ 6 bilhões em quatro anos. Em quatro anos, só São Paulo precisa de US$ 7bilhões." Alguns minutos antes, Nascimento havia anunciado o plano de investimentos em infra-estrutura de transportes da União.O secretário reiterou pedido feito em 19 de abril ao governo federal de nomear um gestor único, com custos rateados, para a chamada ferradura, trecho de 14 quilômetros que dá acesso ao porto de Santos. No trecho final da ferrovia que leva ao Porto desembocam outras ferrovias. A concessionária MRS logística, que explora o trecho, cobra pedágio para liberar o uso dos trilhos.Como se trata de uma concessão federal, o Estado quer que a União resolva o caso. O ministro respondeu que o assunto serátratado nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.