Soro suspeito pela morte de um homem e 11 bebês no Rio

A Polícia Civil vai investigar a morte de 11 bebês e de um homem em cinco hospitais do município do Rio de Janeiro. A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública instaurou hoje inquérito para acompanhar o caso. Os pacientes não tinham condição de se alimentar e estavam recebendo nutrição na veia. Eles morreram de infecção generalizada na semana passada. O medicamento é fornecido pela empresa Ganutre. A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nota oficial dizendo que recebeu as primeiras informações sobre os óbitos no dia 6 de maio, informa a Agência Brasil. Segundo a nota, o fornecimento de nutrição do lote suspeito foi cancelado e a Vigilância Sanitária acionada. A Vigilância também divulgou um comunicado informando que a Ganutre foi notificada. A gerência técnica da empresasuspendeu a produção da nutrição. A Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae) também foi acionada para realizaravaliação das condições da rede de água e esgoto que atende a empresa, mas nenhuma contaminação foi constatada.Suspeita-se que as vítimas tenham morrido porque receberam soro contaminado com a bactéria enterobacter, presente nointestino humano. Amostras do medicamento foram enc aminhas ao Laboratório Central Noel Nutels.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.