Soninha diz que campanha na internet foi 'de baixo nível'

Coordenadora da campanha digital de Serra reclamou de comentários ofensivos contra candidato do PSDB

Yolanda Fordelone, do estadão.com.br,

31 de outubro de 2010 | 21h19

SÃO PAULO - Para a coordenadora da campanha digital de José Serra, Soninha Francine, a campanha na internet muitas vezes foi de baixo nível. Segundo ela, houve plantões 24 horas nos sites oficiais do candidato José Serra, como o Twitter, para que não fossem postados comentários ofensivos contra ele e contra a candidata Dilma Rousseff. "Isso não ocorreu nos sites oficiais da Dilma, em que havia comentários ofensivos contra Serra", afirmou em entrevista aos jornalistas Felipe Machado e Roberto Godoy na TV Estadão.

 

Soninha pretende, por meio de print screem das telas dos sites, mostrar estes comentários ofensivos, reunidos num documento que deve ficar público na internet. Sobre as quedas do site de Serra, Soninha disse que ocorreram por excesso de acesso.

 

A coordenadora disse que nem todas as informações eram repassadas a Serra, somente o que era preciso que ele tomasse um posicionamento. Sobre a questão de fazer oposição contra um governo com alto índice de aprovação, Soninha disse que a estratégia foi contra-argumentar as informações do governo com dados oficiais.

 

Ela também critica a atuação das centrais sindicais, que segundo ela, tinham uma posição mais crítica em governos passados. "Quando se perde essa oposição das sindicais, perde-se manifestações populares." Segundo ela, pesou também o fato de o PSDB não ter como prática ser tão negativista na oposição.

 

Soninha diz não saber sobre o futuro do candidato José Serra. "Não sei se ele cogita tentar na disputa de eletivos, mas não sei se ele pretende se dedicar mais a um trabalho mais de análise", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.