Sondagem indica que Conselho deve absolver Paulinho

Levantamento realizado pelo 'Estado' mostra que relatório deve ser rejeitado por 8 dos 15 votos

AE, Agencia Estado

28 de novembro de 2008 | 08h46

Levantamento realizado pelo Estado entre titulares e suplentes do Conselho de Ética da Câmara aponta para a absolvição do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o  Paulinho da Força. A expectativa é de que o relatório do deputado Paulo Piau (PMDB-MG), que pede a cassação do mandato de Paulinho, seja rejeitado por, no mínimo, 8 dos 15 integrantes do colegiado que terão direito a voto na próxima semana. Alguns dos entrevistados preferiram não se manifestar.   Veja Também:  Entenda a Operação Santa Tereza Paulinho é suspeito de participar de esquema fraudulento de liberação de verbas do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), descoberto durante a Operação Santa Tereza, da Polícia Federal (PF). A provável absolvição no Conselho de Ética faria parte de acordo do período pré-eleitoral, que viabilizou o apoio do bloquinho - PDT, PSB, PC do B, PMN e PRB - à candidatura da ex-ministra Marta Suplicy (PT) à Prefeitura de São Paulo.?Tudo indica que houve negociação em troca do apoio à candidatura da Marta?, afirmou o líder do PSDB, deputado José Aníbal (SP). ?O espírito de corpo, a Força Sindical e o peso do presidente Lula tendem a ser muito maiores do que a opinião pública?, observou o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), ao apostar que o processo contra Paulinho acabará em pizza. A abertura de processo contra o deputado no Conselho de Ética ocorreu a pedido do PSOL. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.