Sociedade terá fórum de discussão da escola pública

Sindicalistas, empresários, pais de alunos, jornalistas, organizações não-governamentais, entre outros setores da sociedade, terão a partir do início do ano um espaço permanente de debates e sugestões para a melhoria da escola pública. A idéia será lançada nesta terça-feira, no encontro "A Escola dos Nossos Sonhos", que ocorre no Ginásio Poliesportivo Mauro Pinheiro, no bairro do Paraíso, zona sul de São Paulo.A idéia é que, a partir de fevereiro, a cada dois meses, uma equipe de convidados se reúna na capital e apresente suas idéias num espaço que teria o caráter de fórum permanente da educação.Ao mesmo tempo, a Secretaria de Estado da Educação deseja estimular pais, associações de amigos de bairros e líderes comunitários a fazer encontros semelhantes nas 89 diretorias de ensino do Estado.Embora o assunto seja a escola, os encontros reunirão preferencialmente pessoas de fora dela. Segundo o secretário de Educação do Estado, Gabriel Chalita, os educadores já são ouvidos em outras instâncias. "A cada dois meses, a gente teria 20 pessoas, que não seriam da rede pública, como um conselho", diz Chalita.O peso das opiniões dos participantes, segundo Chalita, será decisivo. "Claro que o Conselho Estadual de Educação tem um peso enorme. Mas esse passaria ser um outro peso. Serão canais de uma discussão social para mostrar problemas que às vezes a gente não enxerga."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.