Sociedade entre OAS e fundos começou em 2000

Primeiro construtora se uniu à Previ e criou a Invepar; Funcef e Petros entraram na empresa apenas em 2009

Marina Gazzoni e Renée Pereira, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2016 | 03h00

A Invepar é uma sociedade entre os três maiores fundos de pensão do País – Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobrás) e Funcef (Caixa) – e a construtora OAS. Cada acionista tem cerca de 25% de participação. A empresa foi criada em 2000 pela Previ e pela OAS. A Previ entrou com investimento e a OAS com participação em concessões de duas rodovias, a Linha Amarela, no Rio, e a BA-099. Os fundos Petros e Funcef entraram na sociedade em 2009. 

A maior empreitada da empresa foi o leilão para a concessão do aeroporto de Guarulhos, em 2012. O consórcio da Invepar ofereceu R$ 16 bilhões pelo ativo, um ágio de 373,5%, e se comprometeu a arcar com investimentos de R$ 4,5 bilhões. Com a Lava Jato e a entrada da OAS em recuperação judicial, a fatia da construtora na Invepar foi colocada à venda em 2015. A canadense Brookfield chegou oferecer R$ 1,35 bilhão, mas retirou a proposta em fevereiro. 

Com dificuldade para acessar linhas de crédito, a Invepar fez uma emissão de R$ 2 bilhões em debêntures em novembro de 2015. Metade desse valor foi aportada pelos fundos de pensão. Em comunicado, a empresa confirmou que foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da companhia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.