Sobrinho de Arruda se entrega à Polícia Federal

Rodrigo Arantes foi uma dos cinco que tiveram a prisão decretada pelo STJ, além do governador Arruda

Carol Pires, Agência Estado

11 de fevereiro de 2010 | 21h04

A assessoria da Polícia Federal informou na noite desta quinta-feira, 11, que Rodrigo Arantes, sobrinho do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM), se entregou à superintendência da Polícia Federal. Arantes foi uma das seis pessoas que tiveram a prisão decretada na tarde de hoje pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), entre elas, o governador Arruda, que já está preso na PF.

 

Arantes teria fornecido os R$ 200 mil que foram entregues pelo ex-conselheiro do Metrô do Distrito Federal, Antônio Bento, a título de suborno ao jornalista Edmilson Edson dos Santos. Bento foi preso em flagrante na quinta-feira passada.

 

Além de Edson dos Santos, que já está preso, de Arruda e Arantes, tiveram também a prisão decretada pelo STJ: o ex-deputado Geraldo Naves, o ex-secretário de Comunicação do Governo do Distrito Federal, Wellington Morais, e o diretor de Operações das Centrais Elétricas de Brasília, Haroldo Brasil de Carvalho. Eles têm 24 horas para se apresentar ou serão considerados foragidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.