Sobrevivente da chacina de Candelária teme morrer

O sobrevivente da Chacina da Candelária, Wagner dos Santos, de 30 anos, chegou esta manhã da Suíça, onde está exilado, e disse, em entrevista coletiva na Secretaria Estadual de Segurança Pública, que tem medo de morrer no Brasil. "Aqui dentro eu não tenho medo, mas lá fora sim?, disse, referindo-se ao prédio da secretaria. ?A polícia em vez de proteger, coloca pânico nas pessoas, é uma degradação, é vergonhoso", disse Santos, que vive há quatro anos fora do Brasil. Ele veio ao País para receber uma indenização do governo do Estado. Atualmente, trabalha no setor de construção civil na Suíça e recebe benefícios como seguro saúde do governo daquele país. "Do Brasil, eu guardo o que anda comigo, as lembranças e as seqüelas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.