Sobrevivente da Casa da Morte reconhece torturador

Única sobrevivente da Casa da Morte, centro de tortura mantido pela ditadura militar em Petrópolis, reconheceu como um dos torturadores que atuava ali o oficial da reserva Antônio Fernandes Hughes de Carvalho, apontado em depoimentos à Comissão Nacional da verdade como o responsável pela tortura do ex-deputado Rubens Paiva.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

25 Março 2014 | 11h53

Inês reconheceu por foto outros cinco agentes que atuaram na casa da morte. Até então ela só havia reconhecido por foto o médico Amílcar Lobo Moreira da Silva e Ubirajara Ribeiro de Souza. Ela não reconheceu por imagens os oficiais Paulo Malhães e José Brandt Teixeira. Com dificuldades para falar e se locomover, por causa de acidente doméstico, Inês, de 69 anos, chegou em cadeira de rodas à audiência da CNV que trata da Casa da Morte, realizada no Arquivo Público Nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.