Sobe para 20 número de mortos por enchentes no Peru

Após resgate de pessoas isoladas, desafio é levar mantimentos para vilas destruídas.

BBC Brasil, BBC

31 de janeiro de 2010 | 08h33

O número de mortos por causa das graves enchentes que atingiram o sul do Peru nos últimos dias subiu para 20, anunciou o governo do país, no sábado.

As autoridades afirmam ainda que pelo menos outras cinco pessoas estão desaparecidas e outras 40 mil foram afetadas pelo desastre.

Na noite de sexta-feira, a polícia peruana concluiu a retirada por helicóptero dos últimos turistas e moradores que estavam isolados na cidade de Águas Calientes, perto de Machu Picchu.

Entre os quase 4 mil retidos após fortes chuvas e inundações no último domingo, estavam 278 brasileiros - 68 deles resgatados na sexta-feira.

Novo desafio

Além das enchentes, as fortes chuvas provocaram desabamentos e destruíram estradas, ruas, pontes e a linha ferroviária que ligava Machu Picchu a Cuzco, no sul do país.

O enviado especial da BBC à região, Dan Collyns, disse que o vilarejo de Lucre - situado às margens do rio de mesmo nome - foi totalmente inundado no início da semana.

Segundo Collyns, após o dramático resgate em Machu Picchu, um desafio ainda maior será levar mantimentos para as cidades da região.

As autoridades afirmam que estas foram as piores enchentes a atingir o Peru nos últimos anos.

As ruínas incas de Machu Picchu atraem mais de 400 mil visitantes por ano.

O sítio arqueológico ficará fechado por várias semanas, e o governo diz que levará até dois meses para reconstruir a ferrovia.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.