Sob pressão, relator pede cassação do Professor Luizinho

O deputado Pedro Canedo (PP-GO) lê relatório que pede a cassação do mandato do deputado Professor Luizinho (PT-SP). Luizinho foi processado no Conselho de Ética da Câmara porque um assessor de seu gabinete sacou R$ 20 mil do caixa 2 do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza. Um pedido de vista feito pelas deputadas do PT Ângela Guadagnin (SP) e Neide Aparecida (GO) adiando a votação do parecer contra o petista.O relator considera que Luizinho tem responsabilidade sobre a atitude do assessor, embora o deputado petista sustente que não teve conhecimento do saque e que o repasse do dinheiro foi acertado entre seu assessor, José Nilson dos Santos, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.Ontem os integrantes do Conselho de Ética pressionaram o relator. A maioria que estavam ontem na Câmara é a favor da cassação do deputado Professor Luizinho e comunicaram ao Pedro Canedo, disposição de derrubar o parecer, se ele mantivesse a decisão de absolver o petista. Desde o início dos trabalhos, a intenção de Canedo era propor pena branda, de suspensão. Mas o processo só permite sugerir cassar ou manter o mandato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.