"Só Deus me tira da política", diz Maluf, ao comemorar 70 anos

O ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, comemorou nesta tarde 70 anos, com banda de música, discurso de candidato e críticas ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Maluf chamou Alckmin de "inexperiente" porque o governador aceitou negociar com o seqüestrador do empresário Silvio Santos. "Não se dá um boeing para quem nunca pilotou um teco-teco", observou. "Uns nascem líderes, outros para ser vice".Maluf voltou a negar a existência de uma conta bancária na Ilha de Jersey. O ex-prefeito disse que nem ele, nem qualquer um dos seus familiares, ligou para a Ilha de Jersey, ao contrário da informação divulgada pela vereadora Ana Martins, a quem acusou de difamá-lo. "Só Deus me tira da política", disse, arrancando aplausos das cerca de 100 pessoas que compareceram ao seu escritório político, nos Jardins, em São Paulo. Entre os presentes estavam o boxeador Maguila, a jogadora de basquete Karina e o ex-jogador de vôlei Pampa, que se filiou ao PPB hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.