Skaf se filia ao PMDB na presença de Chalita e Marta

O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, se filiou hoje ao PMDB numa cerimônia em Brasília que contou com a presença de dois pré-candidatos à Prefeitura da capital paulista, a senadora Marta Suplicy (PT) e o deputado federal Gabriel Chalita, que assim como Skaf está trocando o PSB pelo PMDB.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

11 Maio 2011 | 16h40

Skaf não quis falar sobre candidaturas futuras e disse apenas que põe seu nome à disposição para qualquer missão que o partido colocar. "Meu ingresso no PMDB não tem a ver com eleições, meu nome está à disposição do partido, mas quem decide é o partido. Não fiz acordo com o PMDB nestes termos".

Durante a cerimônia de filiação de Skaf, o PMDB anunciou que no dia 4 de junho um evento será feito em São Paulo para marcar a entrada de Chalita no partido. O presidente estadual da legenda, Baleia Rossi, chamou o deputado federal de "futuro prefeito de São Paulo". Chalita saiu sem falar com a imprensa.

A senadora disse não ter recebido nenhum convite específico para a cerimônia. "Ninguém chegou a dizer ''faço questão que você venha'', foi um convite geral, mas eu quis vir". Apontada como possível candidata do PT, a senadora disse ser "parceira" do PMDB e de Chalita, que também deseja ser candidato. "Quanto mais próximos nós estivermos melhor será", acrescentou.

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), afirmou que é uma tendência que o partido tenha candidato próprio na capital paulista. "Vai ter candidato a prefeito em São Paulo como é uma tendência em todos os municípios ter candidato". Ele afirmou que uma aliança com o PT é possível "seja no primeiro ou no segundo turno".

Mais conteúdo sobre:
filiaçãoSkafPMDBChalita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.