Skaf procura PT para tentar sair candidato em SP

A indefinição a respeito do candidato que representará o projeto do governo federal na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes no ano que vem levou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf (PSB), a sair a campo para tentar diminuir a resistência do PT a seu nome. Skaf deu início à movimentação há mais de um mês, quando procurou o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP). Na conversa, ele pediu ao petista aval para conversar com líderes da legenda, na tentativa de amenizar as resistências ao seu nome.

AE, Agencia Estado

17 de dezembro de 2009 | 11h53

O próprio Berzoini se encarregou de passar a ele uma lista dos petistas que poderiam ser procurados para continuar a articulação. Skaf já conversou com o senador Aloizio Mercadante (SP) e com o líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP). Procurou ainda o líder do PT na Assembleia paulista, Rui Falcão, ligado à ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy, e se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recentemente na sede da Fiesp.

A cúpula do PT defende a aliança com o PSB em São Paulo, desde que o candidato seja o deputado Ciro Gomes (PSB) - ideia, aliás, do próprio Lula, que se dá bem com Ciro. No entanto, o deputado resiste à ideia. No caso de Skaf, a história é bem diferente. O presidente da Fiesp não tem o respaldo da cúpula petista, isso sem contar a relação ruim com Lula no passado recente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010PTPaulo SkafSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.