Skaf nega envolvimento no caso

Citados nos grampos da operação conjunta da Polícia Federal e da Procuradoria da República que investiga supostas doações ilegais da Camargo Corrêa para políticos e partidos, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e seu presidente, Paulo Skaf, divulgaram no início da noite de ontem nota negando "de maneira enérgica e definitiva" qualquer envolvimento no esquema. Na nota, afastam "qualquer hipótese de envolvimento em ?distribuição de dinheiro para funcionários públicos?, ?pagamentos por fora? e, muito menos, ?obtenção de benefícios indevidos em obras públicas?". A Fiesp afirmou que não contribui com nenhum tipo de recurso, financeiro ou de qualquer outra espécie, para partidos políticos ou candidatos.

MARCELO Rehder, O Estadao de S.Paulo

27 de março de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.