Skaf leva tema educação à TV em paródia de música

A campanha do candidato do PMDB ao governo paulista, Paulo Skaf, levará ao ar na noite desta quinta-feira inserções na TV com o tema educação. O filme é de uma paródia do hit Lepo Lepo, em que a campanha critica a progressão continuada do ensino público e os baixos salários dos professores, mas sem citar nominalmente o governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB). O peemedebista já colocou no ar uma paródia da música, com menções à crise da água no Estado.

WLADIMIR DANDRADE E MATEUS COUTINHO, Estadão Conteúdo

21 de agosto de 2014 | 14h02

Ao longo de sua campanha nas ruas, Paulo Skaf tem alternado as críticas diretas ao governador com ataques indiretos. No primeiro programa eleitoral, exibido na quarta-feira, o peemedebista disse que respeita Alckmin, mas reclamou que falta tesão no jeito do tucano governar. "Não tenho a intenção de criticar o governador deliberadamente", afirmou Skaf. "Critico quando acho que ele merece a crítica", completou, durante visita ao Jardim Vera Cruz, na zona sul de São Paulo.

O programa na TV é a principal ferramenta para Skaf se tornar conhecido do eleitor. É o que aposta a campanha do peemedebista, que por diversas vezes admitiu que a maior parte do eleitorado não o conhece. O cabeleireiro Jorge Luiz Bispo, de 23 anos, há 18 morador do Jardim Vera Cruz, por exemplo, perguntou: "É o Escala, não? "Lembro dele de algum ministério", afirmou a diarista Verônica de Farias Santana, de 29 anos, há uma década no bairro.

A confusão no trânsito provocada pelos cerca de duas dúzias de carros da comitiva da campanha de Skaf e de jornalistas irritou moradores. "Só vem para cá para atrapalhar o trânsito", ouvia-se no passar da comitiva. "Político só vem para cá em época de eleição", reclamavam outros.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesSPSkafeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.