Skaf diz que não quer presidência do PMDB-SP

Presidente da Fiesp nega ainda que tenha pretensões de se candidatar a prefeito nas eleições de 2012

Gustavo Uribe, da Agência Estado

06 de junho de 2011 | 12h31

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, negou nesta segunda-feira que tenha a pretensão de se tornar presidente estadual do PMDB em São Paulo e disse que atualmente não pensa em ser candidato nas eleições municipais de 2012. O dirigente da entidade avaliou que uma candidatura não depende de decisão individual, mas da posição do partido.

"Eu hoje não estou pensando em ser candidato em 2012. Aliás, nunca pensei e em lugar nenhum eu disse que queria ser candidato a nada", afirmou, antes de evento na sede da Fiesp, na capital paulista.

O peemedebista disse que respeita a pré-candidatura do deputado federal Gabriel Chalita (SP) a prefeito de São Paulo e desejou boas-vindas ao parlamentar, que neste fim de semana se filiou ao PMDB. "É muito importante que tenhamos mais pessoas nas fileiras do PMDB, principalmente no PMDB de São Paulo, que ficou um pouco atrás do PMDB nacional", afirmou. "O partido é grande no Brasil, mas não tão grande em São Paulo".

Tudo o que sabemos sobre:
SkafPMDBChalitaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.