Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Situação muda com as novas denúncias, diz Suplicy

O senador Eduardo Suplicy acha que a situação muda, com a revelação, feita pela revista Época, de que o ex-assessor da Presidência da República Waldomiro Diniz participou de reuniões com o bicheiro Carlinhos Cachoeira em 2003, já, portanto, no governo Lula. Em entrevista a uma emissora de rádio de São Paulo, Suplicy lembrou que, em reunião com parlamentares após as primeiras notícias sobre o escândalo, o ministro da Casa Civil, José Dirceu, assegurou que não tinha relação funcional com os episódios que envolveram seu ex-assessor e que a denúncia dizia respeito a fatos ocorridos em 2002, antes de o atual governo tomar posse. O senador defendeu que as denúncias sobre as reuniões de Waldomiro em 2003 sejam "investigadas, apuradas". Suplicy afirmou ainda que mantém sua opinião de que o chefe da Casa Civil deveria ir ao Congresso prestar esclarecimentos e responder às dúvidas dos parlamentares. O senador reiterou que confia em Dirceu e disse ter "convicção" de que o ministro daria uma explicação "cabal" para os episódios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.