Situação fere direitos do cidadão, diz especialista

A censura imposta ao Estado e ao site estadao.com.br por decisão judicial foi duramente criticada pela professora da Universidade de São Paulo (USP) Maria Tereza Sadek. Doutora em ciência política e especialista em estudos do sistema judiciário no Brasil, ela considera a situação absurda. "Isso fere os direitos do cidadão. Não é O Estado de S.Paulo que está sendo censurado. É a cidadania", afirmou.Para Maria Tereza, "censurar previamente é uma coisa sem nenhum cabimento". Segundo ela, casos como o da censura ao Estado prejudicam a imagem do Judiciário junto à população. "Ainda que seja proveniente de uma decisão individual." Na opinião da coordenadora do Índice de Confiança na Justiça (ICJ-Brasil), Luciana Gross Cunha, o Judiciário está demorando muito para analisar a questão. "Em casos de censura, cada dia é um a menos com publicação de questões importantes para o cidadão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.