Situação entre os índios Xucuru está mais calma, diz ministro

O ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, afirmou na noite deste sábado que a situação no município de Pesqueira (PE) está calma. Segundo ele, o clima estava muito tenso pela, quando chegou à região para acompanhar as investigações sobre o atentado contra o cacique Marcos Luídson de Araújo, o Marquinho Xucuru.Depois do crime, que ocorreu na noite de sexta-feira, foram registrados uma série de conflitos. Um acordo entre Funai, Secretaria Especial de Direitos Humanos e o cacique Marquinho foi feito. O povo Xucuru comprometeu-se a confiar as investigações à Polícia Federal e cessar os conflitos. O ministro deve deixar Pernambuco ainda hoje.O índio Marquinho Xucuru, liderança local, foi ferido e dois outros índios morreram numa emboscada que teria sido armada por outro índio, Louro Frazão, supostamente ligado a fazendeiros da região. Depois do atentado, o clima ficou tenso. Índios Xucurus atearam fogo em cinco casas e quatro carros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.