Situação de Pimentel está muito tranquila, diz Carvalho

Um dos interlocutores mais próximos da presidente Dilma Rousseff, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta terça-feira que está muito "tranquila" a situação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. A declaração do ministro refere-se à decisão da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, que ontem anunciou que vai aprofundar a investigação e pedir informações ao ministro Pimentel, sobre os negócios de sua empresa de consultoria.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

27 de março de 2012 | 11h23

"Pimentel trabalhou (como consultor), recebeu, está tudo certo", disse Carvalho, ao deixar um seminário realizado no Ministério das Cidades. "Está muito tranquilo, de verdade, já conversamos bem sobre isso.", afirmou.

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior informou que o ministro Pimentel "está à disposição" para prestar os esclarecimentos que venham a ser solicitados pela comissão "sobre os serviços prestados como economista entre 2009 e 2010, período em que não exercia qualquer função pública".

A oposição vê semelhanças entre a situação de Pimentel e a do ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, que saiu do governo depois de denúncias de ampliação do seu patrimônio em 20 vezes, depois de ter prestado serviços de consultoria. Pimentel é alvo de denúncias de que sua empresa, a P-21 Consultoria e Projetos, teria faturado mais de R$ 2 milhões com consultorias entre 2009 e 2010, o que levantou suspeitas de tráfico de influência junto à prefeitura de Belo Horizonte, comandada anteriormente por ele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.