Situação de Dilma é estável, indica boletim

Boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês hoje informa que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, está com uma inflamação no músculo (miopatia) dos membros inferiores provocada pelo tratamento de quimioterapia. A ministra, que se trata de um câncer linfático, está tomando analgésicos e seu estado de saúde é estável, porém não há previsão de alta.

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

19 Maio 2009 | 12h31

A nota do sírio-libanês foi atualizada até o meio-dia de hoje. Dilma deu entrada no hospital nesta madrugada, após sentir fortes dores nas pernas. O boletim foi assinado pelo Doutor Antônio Carlos Onofre de Lira, diretor técnico hospitalar, e pelo Doutor Riad Younes, diretor clínico.

Mais conteúdo sobre:
Dilma internação boletim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.