Sites do PT e PMDB são retirados do ar

Alvo de ataques de hackers, o site do PT nacional está fora do ar desde a manhã de sábado. Também sob ameaça de invasão, o site do PMDB nacional passa por reforço no sistema de segurança e encontra-se em "manutenção". Os dois partidos são os maiores no Congresso Nacional e têm como principais representantes a presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer, respectivamente.

ERICH DECAT, Agência Estado

23 Junho 2013 | 10h01

Segundo integrantes do PT, os problemas de acesso ao portal começaram a ser identificados ao longo da semana, no auge das manifestações que levaram mais de 1 milhão de pessoas às ruas em várias cidades do país.

Os ataques dos hackers teriam se intensificado na última quinta-feira levando à derrubada do site ontem. "Houve uma tentativa de invasão que não teve êxito, mas conseguiram sobrecarregá-lo e dessa forma derrubá-lo", disse à Agência Estado, o secretário de Comunicação Social do PT, Paulo Frateschi.

Ainda não há previsão de o site retornar a funcionar.

No caso do PMDB, no início da semana, houve invasão e "pichação virtual" em que os hackers inseriram imagens e mensagens utilizadas nas manifestações como "fim da corrupção" e contra a PEC 37.

Segundo integrantes do partido ouvidos pelo Broadcast Político, optou-se em retirar do ar o site neste final de semana para tentar identificar os invasores e reforçar o sistema de segurança. No momento, ao acessar o portal do partido, o internauta encontra a seguinte mensagem: "Site em manutenção. Em breve retornaremos!"

Mais conteúdo sobre:
PT PMDB hackers sites

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.