Sites de Dilma e Aécio fazem homenagem a Campos

Presidente Dilma suspendeu campanha eleitoral e decretou luto de 3 dias

GUSTAVO PORTO, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 17h13

O site de campanha da presidente Dilma Rousseff publicou uma foto de Eduardo Campos em sua página principal, com os dizeres: "Todo o Brasil em luto pela morte de Eduardo Campos - 1965-2014". Abaixo, o site ainda traz a informação de que a presidente Dilma decretou luto de 3 dias e suspendeu a campanha eleitoral, além de ter divulgado nota oficial.

O site do candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, também colocou uma tarja preta de luto pela morte de Campos e divulgou nota de pesar, na qual o tucano afirma que o "Brasil perdeu um dos seus mais talentosos políticos".

O ex-presidente do PT paulista, deputado estadual e tesoureiro da campanha à reeleição de Dilma Rousseff (PT), Edinho Silva, lamentou, em nota, a morte do candidato a presidente da República Eduardo Campos (PSB). "Perde o Brasil. Perde a política brasileira", disse o parlamentar. Edinho classificou Campos como "um líder político que levava em seu DNA a militância e a luta do saudoso (avô) Miguel Arraes por uma sociedade mais justa e humana".

O tesoureiro lembrou que na campanha eleitoral Campos era adversário da Dilma e do PT, dos quais já fora aliado, e completou: "O seu sonho sempre foi os mesmos que embalaram as lutas do PT e dos partidos aliados de uma sociedade com mais desenvolvimento e progresso, mas também mais justa, humana, com oportunidades iguais para todos".

Na nota, Edinho se solidariza com as famílias e amigos de Campos e dos que os acompanhavam, e conclui: "Foi um legítimo defensor da democracia, deixa seu legado. Sua trajetória e sua contribuição para o nosso estado de Pernambuco e para o País já estão registradas nas mais belas páginas da história do Brasil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.