Site do Senado divulga defesa de Sarney contra denúncias

Intitulado de 'A Verdade', documento alega inocência ao presidente da Casa e contém tabela de atos secretos

estadao.com.br,

28 de setembro de 2009 | 15h13

O site do Senado Federal divulga desde sexta-feira, 25, um documento de autoria da Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado que contém a defesa do presidente da Casa das acusações que foram feitas contra ele desde o início do ano.

 

Na introdução, o texto informa que o documento é a "consolidação dos argumentos e provas que respondem às acusações e corrigem as injustiças perpetradas contra o presidente do Senado". Segundo a defesa de Sarney, o peemedebista não foi devidamente ouvido em todo este tempo. "Por mais que esclarecesse, por mais documentos que apresentasse para ratificar seus argumentos, a defesa do presidente do Senado sempre foi negligenciada, prevalecendo as acusações, todas elas baseadas apenas em recortes de jornal".

 

A defesa de Sarney é intitulada no documento de "A Verdade". Nega que a fundação que leva seu nome tenha recebido repasses ilegais da Petrobrás, o exime de culpa em relação aos atos secretos - o texto alega que Sarney abriu sindicância para investigar os atos.

 

Sobre o caso em que a neta de Sarney teria pedido ao avô que conseguisse um emprego para Henrique Dias Bernardes, seu namorado, o documento afirma que "não há nepotismo", pois "namorado de neta não é parente". Junto com o documento também foi publicada uma tabela com os nomes de ex-presidentes do Senado e o número de atos secretos que assinaram.

Tudo o que sabemos sobre:
Sarneyatos secretoscrise no Senado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.