Divulgação
Divulgação

Site do PT acusa Marina de plagiar artigo acadêmico

Aécio Neves já havia criticado a candidata por ter copiado, em seu programa, trechos do Plano Nacional de Direitos Humanos de FHC

RICARDO BRITO, Estadão Conteúdo

04 de setembro de 2014 | 17h37

O site Muda Mais, criado pelo PT para defender a reeleição da presidente Dilma Rousseff, publicou nesta quinta-feira, 4, um texto no qual acusa o programa de governo de Marina Silva para a área de energia de ser um "plágio" de um artigo publicado em 2011 pela Revista USP (Universidade de São Paulo). É a primeira vez que petistas afirmam que a candidata do PSB, que lançou seu programa de governo no dia 29 de agosto, de copiar propostas já apresentadas. O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, já havia criticado Marina por ter copiado, em seu programa, trechos do Plano Nacional de Direitos Humanos lançado no governo Fernando Henrique Cardoso.

O texto do Muda Mais compara os trechos do programa de governo de Marina com o artigo publicado na edição de número 89 da revista da USP de autoria de Luiz Davidovich, então secretário-geral da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação para um Desenvolvimento Sustentável.

Na página 144, o texto de Marina transcreve: "Aperfeiçoar e aumentar a escala dos atuais programas de promoção de energias fotovoltaica e eólica, utilização do hidrogênio em células combustíveis, fundamentais para que o país se torne um ator relevante nesses setores, que serão vitais para a sociedade do futuro".

Na página 18 do artigo publicado na USP, está escrito: "Aperfeiçoar e aumentar a escala dos atuais programas de promoção de energias fotovoltaica e eólica, utilização do hidrogênio em células combustíveis e energia nuclear, fundamentais para que o país se torne um ator relevante nesses setores, que serão vitais para a sociedade do futuro".

Questionamento. O Muda Mais questiona qual a diferença entre os dois trechos para em seguida responder. "Duas palavras que já causaram tanta controvérsia no programa da candidata do PSB: energia nuclear". Segundo o site do PT, um tópico sobre fontes de energia, tema aparentemente tão caro à Marina, "é nada mais que um plágio".

"Agora entende-se porque houve tantas erratas desde o lançamento de seu programa de governo: o CtrlC + CtrlV foi tamanho que alguns - detalhes - passaram despercebidos. Outros trechos - sobre o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária, biocombustíveis e saúde -, na mesma página 144 do programa de governo de Marina também guardam semelhanças incríveis com o artigo de Davidovich", critica.

O site do texto petista menciona o fato que Marina declarou reiteradamente que o programa de governo dela foi "fruto de amplo diálogo com a sociedade, uma construção conjunta, o que é louvável". "Cópias literais de textos já prontos, no entanto, não combinam com essa declaração. Seguimos observando", finaliza. O Broadcast Político procurou a assessoria de imprensa de Marina para comentar a acusação de plágio, mas não recebeu retorno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.