Site do PMDB sofre duas invasões em menos de 24 horas

Hackers alteraram conteúdo da página inicial e era redirecionado para página com propostas

Anne Warth, da Agência Estado

18 de abril de 2010 | 15h27

Horas depois de sofrer ataque de um hacker na noite de ontem, o site do PMDB nacional voltou a ser invadido no início desta tarde e está em manutenção. A página do partido foi invadida ontem à noite, ficou em manutenção por toda a madrugada, voltou ao ar por volta do meio-dia e sofreu ataque de um hacker novamente às 13h30 de hoje. No início desta semana, o site do PT também foi invadido por hackers e ficou mais de 24 horas fora do ar.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifPartidários de petista e de tucano se digladiam na web

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifCrimes virtuais cresceram 6.513% no país em cinco anos, diz estudo

 

Quem entrou no site do PMDB ontem à noite e no início da tarde de hoje encontrou a frase "o partido dos corruptos" estampada na home da legenda. Depois, o internauta era rapidamente transferido para uma página em que eram expostas "40 propostas para o Brasil", endereçada "aos corruptos de plantão", sobre educação, meio ambiente, economia, liberdade de imprensa, combate à pobreza e megacidades.

 

Pelo Twitter, o coordenador da pré-campanha da ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT) nas redes sociais da internet, Marcelo Branco, sugeriu que o ataque foi feito pelos partidos que fazem oposição ao governo Lula. "Tá com cara de desespero da oposição esses ataques aos sites. PT, agora PMDB. Cuidado PCdoB", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
psdb, ataque, hacker

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.