Sistema punitivo precisa de reflexão, diz Barroso

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso, considerou nesta terça-feira, 19, que um dos saldos positivos do desfecho do processo do mensalão será o de avançar em áreas da política, direito penal e sistema penitenciário. Barroso participou na noite de hoje da posse do ministro Marco Aurélio na presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

ERICH DECAT, Agência Estado

19 de novembro de 2013 | 22h05

"Acho que depois de passar esse julgamento podemos fazer uma reflexão geral, coletiva, e pensar algumas coisas importantes no País, no sistema político, sistema penitenciário. O sistema punitivo brasileiro em geral precisa de reflexão, precisa ser repensado", afirmou Barroso.

"Acho que há áreas que estão desarrumadas. O saldo positivo que se pode ter desse processo é avançar a agenda do País em algumas áreas, na política, no direito penal, no sistema penitenciário", acrescentou. O ministro não quis comentar sobre as últimas decisões do presidente do STF, Joaquim Barbosa, que determinou no último final de semana a prisão de parte dos condenados no processo.

Tudo o que sabemos sobre:
MensalãoBarroso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.