Sindicatos marcam para amanhã greve do Judiciário Federal

Os sindicatos dos servidores do Judiciário Federal prometem, a partir desta segunda-feira, greve por tempo indeterminado para pressionar a aprovação do plano de cargos e salários da categoria no Congresso. Segundo o coordenador da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal (Fenajufe), Adilson Rodrigues Santos, funcionários do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio, Bahia, Piauí, Maranhão, Pará, Mato Grosso e a Justiça Eleitoral do Amazonas devem aderir ao movimento já.Servidores de Minas devem parar na terça-feira - os do Paraná e de São Paulo programaram assembléias para amanhã. A assembléia em Brasília será na terça-feira. Santos aposta em adesão de até 50% da categoria, em média, no início do movimento. Apesar disso, a avaliação em Cortes importantes - Supremo Tribunal Federal (STF), Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e Tribunal Superior do Trabalho (TST) - é de que a mobilização não afetará os serviços.No Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em São Paulo, a situação é considerada "tranqüila" e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) espera-se que não haja interrupção do alistamento eleitoral, que termina na quarta-feira. Além disso, o TRE informa que a maioria dos servidores dos cartórios eleitorais são "requisitados" dos municípios e do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.