Sindicato quer acompanhar investigação sobre P-36

A diretora do Sindicato dos Petroleiros no Norte Fluminense, Luiza Botelho, informou que a entidade entrou com uma ação civil pública tentando garantir a participação de um sindicalista na comissão que vai investigar o acidente com a P-36. A Comissão Interna de Prevenção a Acidentes (CIPA) da Petrobras já elegeu Carlos Henrique Ferreira para representar os trabalhadores nas investigações. "Não temos nenhuma restrição ao nome de Carlos Henrique, mas o sindicato também quer garantir participação nestas investigações", declarou.A sindicalista acrescentou que amanhã serão realizados protestos nacionais nas instalações da Petrobras. "Mas não haverá parada na produção", garantiu Luiza. Ela explicou que, nas instalações em terra, será suspendida a troca de turno, ou seja, os funcionários continuarão a trabalhar depois do encerramento de seu turno. No caso de trabalhadores de plataforma, os embarques serão atrasados em uma ou duas horas. "Vamos segurar os vôos em Campos até que tenhamos conseguido conversar com estes trabalhadores", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.