Sindicância vai apurar vazamento de escutas

O governo Yeda Crusius abriu sindicância para apurar o vazamento de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça e a possível violação do sistema de escutas para espionagem ilegal. A decisão foi tomada ontem, depois de a Rádio Gaúcha ter divulgado o conteúdo das oito gravações entregues pelo ex-ouvidor da Segurança Pública Adão Paiani à OAB. A entidade pediu ao governo informações sobre o funcionamento do sistema, quem tem acesso a ele e como é feita sua proteção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.