Sindicalistas prometem lotar galerias do Congresso

Os sindicalistas contrários a alteração da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) começaram a chegar ao Congresso Nacional. Eles prometem lotar as galerias e os corredores da Casa para pressionar os deputados a não votarem a proposta de autoria do ministro do Trabalho, Francisco Dornelles. O projeto será colocado em votação na sessão que começará às 14 horas.De acordo com o chefe de Policiamento da Câmara, Luiz Antônio Dersolino, somente os sindicalistas credenciados vão poder entrar no Congresso. "Só entra quem fizer a credencial ou tiver algo agendado", afirmou. Segundo Dersolino todos os 150 seguranças da Câmara serão mobilizados para a votação de hoje. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) disse que pretende reunir em frente ao Congresso Nacional cerca de 5 mil pessoas para protestar contra o projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.