Simon cita CPI de Anões do Orçamento, que cassou 14

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) fez uma comparação com os escândalos que envolvem o Senado atualmente com o episódio da CPI dos "Anões do Orçamento", em 1993. "Pena que ela (a CPI dos Anões do Orçamento) não continuou, porque o presidente que chegou, Itamar (Franco), proibiu que o trabalho continuasse", disse. "Ali, cassamos 14 parlamentares, fizemos uma limpa naquela comissão, fizemos uma limpa pra valer. Acho que vamos ter coragem para fazer isso", continuou.

CÉLIA FROUFE E DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

25 de junho de 2009 | 16h29

Simon avaliou que tem tido um comportamento leve em relação ao assunto. "Muitos têm dito que vão fazer justiça, mas tenho pavor de parecer o dono da verdade", afirmou, ressaltando que tem sido cobrado por amigos por não falar sobre o tema. Hoje, o jornal O Estado de S. Paulo denunciou que o neto do presidente do Senado, José Adriano Cordeiro Sarney, é um dos operadores do esquema de concessão de empréstimos consignados a servidores da Casa.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoSarneySimonatos secretos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.