Sílvio Pereira rejeita termo de só falar a verdade

O ex-secretário geral do PT Sílvio Pereira, negou-se a assinar o termo compromisso que foi apresentado pelo presidente da CPI dos Bingos, senador Efraim Moraes (PFL-PB), para que ele dissesse a verdade. A decisão foi tomada por orientação do advogado dele, presente à sessão.Pereira começou seu depoimento por volta das 11h40. Antes disso, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) pediu que ele falasse a verdade, com clareza, porque desta forma ele evitará que a oposição comece a coletar assinatura para a abertura de outra CPI especialmente para investigar as declarações que fez na entrevista."O melhor para Vossa Excelência faz é enfrentar a verdade e dizer tudo e prestar um serviço ao País", afirmou o senador.Pereira foi intimado a depor após ter afirmado ao jornal O Globo, em sua edição de domingo, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e nomes de peso do governo e do PT, como o ex-ministro José Dirceu, tinham amplo conhecimento do esquema do mensalão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.