Silvio Pereira foi intimado pela Polícia Federal

O sociólogo Sílvio Pereira, ex-secretário-geral do PT, assinou às 16 horas, em São Paulo, a intimação da Polícia Federal para comparecer à CPI dos Bingos. O requerimento de convocação de Sílvio já tinha sido aprovado pela CPI em outubro.A convocação para a próxima quarta-feira foi feita hoje pelo presidente da CPI, em ofício encaminhado a Sílvio Pereira. O diretor da Polícia Federal, Paulo Lacerda, enviou documento há pouco ao senador Efraim Morais (PFL-PB), informando que Silvio já havia assinado a intimação da PF. O depoimento de Sílvio Pereira foi marcado para as 11 horas da quarta-feira.Mais cedo, também nesta segunda, a Polícia Federal tentava, em vão, intimar o ex-secretário-geral do PT Silvinho para prestar depoimento sobre as novas revelações que ele fez à imprensa a respeito das relações promíscuas entre o partido e o empresário Marcos Valério de Souza.Com o depoimento do ex-dirigente petista, a oposição deseja reacender o debate sobre corrupção no governo e no PT. Os senadores estão dispostos a ampliar a lista de convocados, incluindo o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o empresário Marcos Valério e todos outros citados na entrevista concedida ao jornal O Globo.Na entrevista, publicada no domingo, Silvinho revelou que Valério, com a conivência da cúpula do PT, montou um esquema ilegal de arrecadação junto a empresas privadas, em troca de favores do governo. A meta do empresário, conforme o ex-dirigente petista, era arrecadar R$ 1 bilhão.Em relação a Meirelles, setores do PSDB defendem sua convocação para esclarecer a denúncia de Silvio Pereira segundo a qual o publicitário Marcos Valério teria feito pressões junto ao Banco Central em favor do Banco Opportuniy, Banco Mercantil de Pernambuco e Banco Econômico. Ele poderia dar mais detalhes sobre as investidas que, segundo o próprio ex-dirigente petista, não obtiveram sucesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.