Siliconada leva Miss Brasil 2001

Juliana Dorneles Borges é uma jovem gaúcha com um sorriso largo, grandes olhos verdes, 1,80 m de altura e uma experiência em clínicas de cirurgia plástica de fazer inveja a Pamela Anderson. Espalhados pelo corpo, Juliana tem nada menos que 19 cirurgias, entre implantes, recortes e enchimentos em geral. O que fez Juliana virar notícia, sendo citada inclusive pelo noticiário internacional, não foram as plásticas, mas o título que ela recebeu em decorrência da aventura cirúrgica. A gaúcha de 22 anos foi eleita a Miss Brasil 2001, e irá representar o Brasil no próximo concurso Miss Universo, que será realizado em Porto RicoPara ser a Miss Brasil, Juliana perdeu peso, afinou os quadris, aumentou os seios e modificou o rosto. Para contabilizar as 19 cirurgias, Juliana também recorreu ao matemática. Cada cirurgia no seio contou uma operação. A cada lado dos quadris e costas aspirados foi acrescido mais uma cirurgia na conta.Além dos seios - nos quais Juliana implantou 165 ml de silicone em cada -, a modelo enxugou as gorduras nos quadris, costas e barriga, turbinou as maçãs do rosto e o queixo, acentuou os contornos da mandíbula, deixou o lábio superior mais carnudos, deu um fim nas indesejáveis orelhas de abano e modificou ligeiramente o nariz. O concurso permite tais subterfúgios para se conseguir a coroa de Miss. Pelas contas dos organizadores, pelo menos um terço das participantes já se submeteu as cirurgias. "Assim, qualquer uma pode participar", disse a uma agência internacional a eterna Miss, Marta Rocha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.