DIDA SAMPAIO/AGENCIA ESTADO/AE
DIDA SAMPAIO/AGENCIA ESTADO/AE

Silas Câmara é eleito presidente da bancada evangélica

Deputados da bancada andavam descontentes com o governo de Bolsonaro e chegaram ameaçar divulgar um manifesto de isenção ao presidente

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2019 | 13h29

O deputado Silas Câmara (PRB-AM) foi escolhido nesta quarta como presidente da bancada evangélica da Câmara. Ele venceu outros cinco candidatos que se inscreveram para concorrer o cargo este ano, Cezinha de Madureira (PSD-SP), Glaustin Fokus (PSC-GO), Flordelis (PSD-RJ), Abílio Santana (PR-BA) e Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ).

Segundo Cavalcante, Câmara foi o escolhido por ser o candidato com o maior número de mandatos e, por isso, acabou sendo aclamado pela bancada. O deputado Marco Feliciano (Pode-SP) desistiu de concorrer esse ano. Ele afirmou que a escolha foi tranquila. “Sem eleição por voto. Tudo por aclamação. Pacíficada. Ganha o reino, ganha a câmara”, disse.

Deputados da bancada andavam descontentes com o governo de Bolsonaro e chegaram ameaçar divulgar um manifesto de isenção a Jair Bolsonaro. Na semana passada, eles cancelaram uma reunião o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, que está hoje na Câmara.

A ausência foi tratada em conversas em grupo de WhatsApp da Frente Parlamentar Evangélica às quais o Estado teve acesso. A preocupação deles era de que a presença no encontro fosse interpretada como apoio à permanência de Vélez no cargo, e a bancada não quer referendar um nome que não indicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.