Siemens recorre de decisão da Justiça Federal

A Siemens afirmou, em nota, que "está recorrendo da decisão" que a impediu de contratar com a administração por cinco anos. "Uma proposta da Siemens de voluntariamente restringir seus negócios com a empresa por um período equivalente de tempo, que encerraria a disputa judicial, não foi aceita pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT)."A multinacional alemã informou que a penalidade "é consequência de um procedimento administrativo interno conduzido pela ECT há alguns anos". "A sanção se refere a supostas irregularidades cometidas em duas licitações específicas realizadas em 1999 e 2004. O assunto está sendo discutido judicialmente."

FERNANDO GALLO, JAMIL CHADE E FAUSTO MACEDO, Agência Estado

28 de fevereiro de 2014 | 09h25

Os Correios afirmaram que penalizaram a Siemens "mediante processo administrativo, com a suspensão do direito de licitar e o impedimento de contratar com a Administração em virtude de irregularidades contratuais".

A empresa estatal também lembrou que foi "vitoriosa" na Justiça não apenas na primeira instância, quando o juiz "reconheceu a legalidade do ato da ECT", mas também no Tribunal Regional Federal, que confirmou a decisão "em desfavor da Siemens".

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.