Severino Cavalcanti é barrado ao tentar sentar perto de Lula

O drama da Paixão, espetáculo encenado em Nova Jerusalém, município do Brejo da madre de Deus, no agreste pernambucano, também serviu de cenário para um dos primeiros encontros do presidente Lula como ex-presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP), que renunciou ao mandato devido ao envolvimento no escândalo do mensalinho. Severino, que tentou ficar na primeira fila com o presidente, foi barrado pela segurança e teve que se contentar com a segunda fila.De bom humor, o presidente não se chateou nem com a chuva fina que começou a cair durante o espetáculo. Depois de se atrapalhar para colocar uma capa de chuva descartável distribuída pela produção, ele desistiu e ficou sob a chuva sem demonstrar nenhuma irritação.Ao saudar a superprodução, ao final, junto aos 500 atores e figurantes, que fizeram a pré-estréia, Lula disse que pretende voltar quando não for mais presidente para poder acompanhar a apresentação - móvel, encenada em nove diferentes cenários - acompanhando a pé como coadjuvante. Empolgado com a criatividade do povo brasileiro e, "especialmente, do nordestino", e com o grandioso espetáculo em pleno semi árido, Lula afirmou: "Se alguém tem dúvida de que Deus nasceu aqui, acho que foi aqui que Deus nasceu".Logo após a apresentação, o presidente seguiu para o Recife, onde nesta sexta-feira participa de um evento relacionado ao Pró-Jovem, projeto de inclusão social e, em seguida, embarca para os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.